Gerenciando o fluxo de caixa para bares

Bar com dois funcionários no balcão, onde vemos bebidas e os cardápios

Possuir um bar vem com muitas responsabilidades. Você gerencia funcionários, estoque, despesas e muito mais, enquanto tenta manter a alegria dos frequentadores. É muito para lidar, e a taxa de falhas é grande. Uma chave para tornar um espaço vibrante e bem-sucedido a longo prazo: gerenciar o fluxo de caixa.

O que é fluxo de caixa?

É simplesmente o movimento de dinheiro entrando e saindo do seu bar. Como qualquer bom empresário sabe, você quer mais dinheiro entrando do que saindo. Realizar isso exige uma sólida compreensão do funcionamento interno de sua empresa e o uso das ferramentas certas para manter o cinto apertado.

Para muitos proprietários, as demandas ininterruptas da administração de um bar deixam pouco tempo para analisar a atividade comercial de maneira significativa. As coisas escapam pelos dedos. Erros na caixa registradora. Estoque expirado. Esses pequenos erros se somam e, quando você está operando em margens bem pequenas, isso pode significar a diferença entre se manter aberto ou fechar as portas.

1. Conheça o seu negócio

Ter uma sólida compreensão do fluxo e refluxo diário da sua empresa – é crucial para todos os proprietários de bares. Veja como:

Mantenha uma revisão diária dos negócios, que é simplesmente um registro das atividades comerciais de cada dia. Considere este momento financeiro do seu empreendimento. Você pode ver esse momento da sua empresa a qualquer momento, usar os dados para identificar tendências nas vendas e antecipar a demanda futura. Com horas extras de trabalho, você pode analisar o fluxo do cliente, a atividade sazonal e os custos da folha de pagamento, oferecendo a você o insight para planejar o futuro. Digamos que o tráfego de clientes tenha aumentado meses atrás por causa da atração que o seu bar teve pela promoção de cervejas especiais que você promoveu. Agora você sabe que precisará contratar mão de obra extra assim que fizer outro evento. Ou, se um determinado item do menu não estiver vendendo bem, pode valer a pena acrescentar algo mais popular e lucrativo.

2. Saiba como planejar

Existem as despesas regulares que você pode prever com facilidade – aluguel, por exemplo – e também as surpresas, como quando o ar condicionado quebra. Para proteger seu fluxo de caixa, você precisa planejar os dois.

Quando você faz um orçamento para despesas futuras como aluguel, serviços públicos, folha de pagamento, estoque e assim por diante, sua empresa está preparada para essa saída regular de caixa e você sabe que esse dinheiro já está comprometido. Você saberá a quantia mínima necessária para cobrir essas despesas. Ter uma poupança é uma maneira de economizar um pouco por todo o ano e iniciar o próximo com uma pequena folga.

Você precisará de muito mais se quiser obter lucro e ter uma reserva financeira extra para cobrir problemas inesperados. Aqui estão algumas maneiras pelas quais você pode planejar reduzir os gastos excessivos e gerar mais dinheiro. Gerencie sua equipe para garantir que você tenha a quantidade certa de trabalhadores.

Pague antecipadamente em dinheiro

Se isso ajudar você a economizar. Muitos distribuidores de bebidas e alimentos oferecem descontos para clientes que pagam imediatamente. Se os pagamentos rápidos forem traduzidos em custos reduzidos, essas economias aumentarão com o tempo e aumentarão seu fluxo de caixa.

Planeje com antecedência

Ao reservar pequenas quantidades regularmente, você economiza uma quantia que pode cobrir custos surpreendentes, como a substituição do freezer, que protege o fluxo de caixa.

Crie um programa de fidelidade

Isso não apenas incentiva a lealdade do cliente e oferece outra maneira de apadrinhar seu bar, mas também ajuda a bloquear os pagamentos dos clientes antecipadamente. E receber dinheiro rapidamente é um fator-chave no jogo de gerenciamento de fluxo de caixa, especialmente no setor de bares, onde o fluxo de caixa é pequeno.

Com o objetivo de acelerar a entrada de caixa, consolide sua atividade financeira com um banco. Essa parceria reduz o tempo de processamento e faz com que o dinheiro seja depositado em sua conta mais rapidamente.

Faça empréstimo com sabedoria

Se o seu bar precisar de de dinheiro extra e você estiver em uma boa posição para pedir emprestado, será necessário considerar cuidadosamente suas opções. Os empréstimos bancários são mais baratos, mas o processo para conseguir o crédito leva mais tempo.

3. Cuide bem do seu dinheiro

Examinar profundamente o movimento do seu dinheiro pode ajudá-lo a descobrir os caminhos que ele percorre e descobrir vazamentos. Infelizmente, esses problemas podem surgir em vários locais da empresa. Fique atento.

4. Saiba como economizar

É importante identificar maneiras de economizar diariamente em diferentes pontos do processo.

Tornar o seu bar ecológico ajuda você a economizar em suas operações diárias. Na hora de comprar ou atualizar aparelhos, invista em produtos com eficiência energética. Mudanças menores, como a instalação de lâmpadas LED e torneiras de baixo fluxo, podem reduzir suas despesas.

Atualize seu menu

Quando você mantém uma bebida ou prato impopular no menu, isso reduz seus lucros. Livre-se dos itens que não vendem e substitua-os por algo que agrade seus clientes.

Não deixe produtos perecíveis serem desperdiçados

Estoque sem controle é como jogar dinheiro no vaso sanitário. Faça o rastreio do que você tem em mãos para seus itens de menu e monitore seu estoque enquanto vende. Isso ajuda a reduzir o desperdício.

Na CapacitaMpe temos aulas exclusivas falando sobre fluxo de caixa.

1 comentário em “Gerenciando o fluxo de caixa para bares”

  1. Pingback: A importância da tomada de decisões nos negócios

Não é possível comentar.